domingo, 10 de abril de 2011

Feel the rain on your skin, no one else can feel it for you

Andava pela cidade. Não havia motivo algum. Só andava.
Os problemas só aumentavam e sua cabeça iria explodir a qualquer momento.
Olhava para os rostos das pessoas e ainda não conseguia encontrar o que estava faltando pra tal felicidade.
Então começou a chover. Ela estava sem guarda-chuva e longe de casa, então não teria sentido correr. Olhava para os lados e todos tentavam se abrigar inutilmente.
Olhou para os seus pés, já encharcados, pés sem rumos... Mas, de alguma forma, ela se sentia bem.
Naquela chuva, ela sentia seus pecados se esvaindo, seus problemas e preocupações desaparecendo.
Naquele momento não havia pressão pra nada, sem família, sem amigos, namorado, escola, emprego. Só ela. 
A liberdade podia ser tangível. Era só... sentir. 
Então ela sorriu.
Não há motivos para não sorrir nos dias chuvosos. Ela olhou pro céu, abriu seus braços e sentiu. 
A chuva sempre existiria, mas os dias ensolarados sempre voltariam. E ela já havia aprendido a lidar com o tempo ruim.

Life isn't about waiting for the storm to pass, it's about learning to dance in the rain.











6 comentários:

L. disse...

Ela podia experimentar andar na chuva com os pés descalços. Sentir a água fluindo debaixo dos pés faz a gente ir fluindo com ela. E isso é boooom.
Continue com os posts sorridentes, sorria com eles. Seu sorriso é lindo!, ando me perguntando onde estão suas fotinhas fofas q eu nunca mais vi mmh
Incrível, ñ consigo ler" feel the raon on your" sem cantá-la mentalmente, haha.

L. Meira disse...

Hahahaha! Obrigada por ter comentado Lele!
E pelos elogios! Prometo que sairão novas fotos quando minha câmera estiver consertada.
Amo essa música, sempre me deixa alegre!

ana patrícia disse...

gostei muito do blog! estou a seguir *

Idiótica. disse...

''Não há motivos para não sorrir nos dias chuvosos.''
Que texto lindo, já com uma visão totalmente diferente dos de baixo. Concordo, suas versões floridas são mais lindas e agradáveis. Porém, as tristes são maravilhosas. Difícil escolher.
Continue escrevendo o que sua alma pedir (:

Soldiers of Love. disse...

Poucas coisas nessa vida libertam tanto quando andar na chuva, sem rumo, sentindo a chuva bater contra nossa pele.

Eu adorei teu texto, teu blog. Está tudo muito lindo, sweet.

Beijos, Letícia - @welovendless ♡
http://wesoldiersoflove.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

[url=http://ebiteua.com/forum54-prostitutki-khmelnitskogo-i-oblasti.html]Проститутки Хмельницкий[/url]